A vida seria sublime se a cada momento do dia fizéssemos somente aquilo que nossos corações apressados gostariam de fazer.

Infelizmente, a roupa pra passar, os impostos e as conversas difíceis nunca seriam concluídas. Os melhores livros não seriam escritos. E todas as realizações imaginadas pela humanidade não seriam alcançadas.

Então, como devemos agir quando estamos encarando uma tarefa que não queremos fazer? Bem, podemos fugir ou encontrar alguma distração. Isso normalmente funciona até causar problemas. Ou a gente pode encontrar uma forma de concluir as coisas.

Como fazer o que precisa ser feito

Medite sobre o porque você precisa fazer isso – Ao invés de ceder às distrações, sente-se por um minuto. Porque você precisa fazer essa tarefa que você não quer fazer? Certamente, pode ser porque está na sua lista de tarefas, ou porque alguém quer que você faça isso. Talvez você está sendo pago pra isso ou alguém precisa fazer isso de todo jeito. Mas porque? O que essa tarefa vai ajudar a realizar? A quem está ajudando? Vá a fundo e descubra porque você está criando isso no mundo. Se você é um lavador de pratos, talvez você pense que limpar pratos não importa, mas aqueles pratos são necessários para servir a comida, a comida pode satisfazer as pessoas e fazê-las felizes, além disso, elas podem sair e ir fazer algo de bom para o mundo e ainda com um sorriso no rosto. Então, conecte os pratos às coisas boas.

Medite sobre o seu medo – O que está te impedindo de fazer a tarefa, ou te levando a fazer outra coisa é medo. Você tem medo de falhar e parecer estúpido, você teme o desconforto e a confusão da tarefa. Então, pare por um momento, olhe pra dentro de si mesmo e veja esse medo. Sinta-o. Aceite que isso faz parte de você ao invés de sair correndo dele.

Abra mão do seu ideal – Se esse medo fosse embora, você poderia finalizar essa tarefa facilmente. Mas o que está causando o medo? Algum ideal que você tem, alguma fantasia de uma vida livre de desconforto, confusão, constrangimento, imperfeição. Mas a realidade não é assim, apenas a fantasia, e isso está afetando o seu caminho causando medo. Então, abra mão da fantasia, o ideal, as expectativas. E apenas abrace a realidade: essa tarefa na sua frente, nada mais.

Foque na intenção, não nos resultados. Você é paralisado pelos resultados – o que vai acontecer se eu fizer isso, quais as possíveis falhas. Então, esqueça os resultados – você não pode saber o que vai ser. Isso é o futuro. Por agora, foque na sua intenção: porque você está fazendo isso? Se é para tornar a vida de uma pessoa amada melhor, então essa é a sua intenção. Essa intenção é verdadeira independente de qual seja o resultado. Foque nisso e não nas coisas más que podem ou não acontecer.

Aceite os desafios. Fazer algo difícil é uma merda. Não é fácil, e frequentemente você se confunde sobre como fazer as coisas, porque você não fez isso antes. E daí? Coisas difíceis são uma merda, e a vida não é feita apenas de flores. É uma merda as vezes e isso é perfeitamente aceitável. Abrace a vida inteira, seus altos, baixos e tudo mais. A vida seria uma chatice sem as merdas. Então, sorria, abrace as dificuldades e siga em frente.

Imponha limites a si mesmo – Tendemos a nos rebelar contra limites: “Eu não quero fazer isso! Eu quero liberdade”. Bem, infelizmente, ter liberdade ilimitada significa ter escolhas ilimitadas, distrações ilimitadas e nada é concluído. Simplifique impondo limites a si mesmo: faça apenas uma tarefa por vez. Faça apenas uma coisa de cada vez. Faça isso por 10 minutos. Se proíba a conferir algum site ou checar algo no seu telefone ou qualquer outra coisa que você faz para se distrair, até você completar esses 10 minutos. Peça um amigo pra te manter na linha – outro limite que normalmente funciona.

Faça um pouco e levante – Se você tem que escrever algo, escreva apenas uma frase. Levante-se, tome uma água, dê uma alongada. Volte e comece de novo. Agora, um pouco mais: escreva mais algumas frases. Levante-se, dê uma pausa mental (não vá pra outro site), faça algumas flexões. Volte, faça um pouco mais. Em breve você estará fluindo com isso.

Não deixa a sua mente se esvair – Sua mente quer fugir. Tudo bem, faz parte da natureza da mente. Ela está assustada e vai racionalizar algo para que você se distraia, ir para o que é fácil. Observe isso acontecer, não tente impedir esse fenômeno, mas não deixe que ela vá a lugar nenhum. Observe a mente querendo fugir, mas não aja. Apenas observe. Ela eventualmente se acalmará.

Encontre gratitude – Essa tarefa pode parecer difícil e ser uma merda, mas na verdade há muita coisa legal a respeito disso. Por exemplo, se você está fazendo por causa do trabalho, então, você tem um emprego. Você tem dinheiro para comprar comida e ter uma casa. Você tem olhos, orelhas e uma mente para fazer essa tarefa! Imagine uma vida sem nada disso, e então tente sentir pena de si mesmo por ter que fazer algo tão difícil. Ou então, tente ser grato por ter uma oportunidade de fazer algo de bom para o mundo, aprenda com essa tarefa, torne-se melhor, viva o presente enquanto faz isso.

Aprenda e cresça – Meditando sobre suas intenções e medos, abrindo mão dos ideais e aceitando os desafios, impondo limites a si mesmo e sendo grato por isso… você está aprendendo sobre si mesmo. Essa tarefa, por mais mundana e assustadora que possa ser, está te ensinando sobre sua mente. Isso é algo maravilhoso. Então, essa tarefa é uma grande oportunidade para aprender. Que forma maravilhosa de usar o seu tempo!