Como fazer para que o usuário caminhe na direção certa para atingir os objetivos do site?

Imagine um usuário chamado Lucas que está construindo um sítio próximo a Belo Horizonte e quer ter um fogão a lenha. Ele se conecta e verifica os sites de três empresas que fabricam fogões. Veja a seguir a experiência que ele pode ter em cada um dos sites:

Site 1

Lucas entra no site e vai até a seção “Produtos” e vê os links para o Fogão Simples, o Fogão Equipado e o Fogão Top. Mesmo com algumas fotos e valores, ele não sabe o que escolher. Nessa página há um link para um documento em PDF que promete mais detalhes. Ele clica no link mas seu navegador não está preparado para ler arquivos em PDF.

Site 2

Lucas vai até a seção Produtos e vê os links para o Fogão Simples, o Fogão Equipado e o Fogão Top. Abaixo de cada link há um resumo que destaca os principais recursos e pontos fortes para ajudá-lo a selecionar o fogão que pode interessar a ele. Outro link Comparar Fogões abre uma página com uma tabela que destaca os recursos e valores de cada fogão, bem como fotos de fogões instalados.

Site 3

Lucas vai até a seção Produtos e vê as diversas opções de fogão. Cada uma contém uma breve descrição, assim como o segundo site. Mas um link chamado “Escolha o fogão certo” chama sua atenção. Ele clica no link e vê que essa é uma ferramenta interativa. Ela pergunta sobre as suas necessidades e recomenda um fogão que minimizará os seus custos. Além disso, há um link para um FAQ que responde as principais dúvidas que Lucas pode ter.

Esses três sites são muito semelhantes porque fornecem informações básicas sobre os fogões. Entretanto, são amplamente diferentes em relação ao esforço que requerem por parte de seus usuários. O objetivo de Lucas é encontrar o fogão que atenda às suas necessidades.

O site 1 obriga Lucas a estudar cada fogão para ver qual poderia interessar, mas ele não ajuda porque não tira dúvidas. Ele não consegue baixar o PDF e fica na dúvida em como acessar as informações.

O site 2 se sai um pouco melhor fornecendo as descrições e fotos. Uma tabela comparativa o ajuda a descobrir qual fogão é o melhor, mais ainda é preciso pesquisar mais e tirar algumas dúvidas para ver qual é a melhor solução para a sua necessidade.

O site 3 faz a maior parte do trabalho para Lucas. Ele fornece todas as informações básicas e fornece conteúdo para minimizar os medos/dúvidas que Lucas possa ter. Ele não precisa ir no google e nem ir e voltar entre as páginas para comparar os detalhes de cada fogão.

Se comparar os Sites, você vê um aumento na proatividade do site ao ajudar o usuário a tomar uma decisão. Lembre-se sempre de que, quanto mais atender às necessidades dos seus usuários e fizer o trabalho para eles, maiores serão as suas chances de realizar transações.

Ações práticas

Crie FAQs – Responda às perguntas mais comuns que são feitas pelos seus clientes (Como faz para instalar, Qual a diferença do fogão ecológico com o Comum? etc.)

Política de privacidade ou envio – Deixe claro como você trabalha e quais serão os custos que o cliente terá, quais são as informações que ele precisa saber.

Crie imagens com contexto de uso – Mostre alguém usando o produto, imagens de vários ângulos etc.

Fale dos prêmios ou selos de segurança – Mostre que a sua empresa/produto é confiável, mostre depoimentos e recomendações.

Mais alguma dúvida? Compartilhe conosco nos comentários. Fale quais são as principais reclamações no seu site. O que você fez que melhorou o resultado, qual site/empresa que você acha que tem um site bem feito? Quais as principais dificuldades que você tem.

Nota do editor: Esse texto faz parte de uma série de artigos baseados no livro Como Fazer sites Persuasivos – Andrew Chak