“Todos estão rodeados de oportunidades. Mas estas apenas existem quando são vistas. E apenas serão vistas se as procurarmos.
Edward Bono”

As oportunidades estão em todos os lugares. Sabe aquela amiga reclamando que não encontra manicure? Oportunidade. A falta de segurança no Brasil? Oportunidade. O trânsito que afeta as várias capitais do país? Oportunidade. O vizinho que não sabe consertar a pia? Oportunidade.

Oportunidade é uma solução para os inconvenientes do dia a dia, é um serviço melhor, é algo mais simples. Oportunidade raramente tem a ver com uma ideia eloquente, única e grandiosa como a invenção da lâmpada ou do carro, ela normalmente tem a ver com necessidades não atendidas e serviços mal prestados.

Então, como treinar sua mente para identificar oportunidades? Como ver as oportunidades disfarçadas?

As oportunidades possuem um código próprio e muitas vezes aparecem assim:

“Eu não gosto…”
O que você não gosta? Como isso pode ser melhorado? Há grande chance de você e mais centenas de pessoas não gostarem desse fato em si.

“Eu odeio…”
O que desperta seu ódio, tem alguma ideia para melhorar isso?

“Isso é difícil demais”
Como pode ser mais fácil?

“Porque eu tenho que fazer desse jeito?”
Como pode ser feito diferente?

“Eu não encontro…”
Está em falta? Forneça o produto/serviço.

“Eu queria que isso fosse diferente…”
Como deveria ser?

Você deve ter notado que as oportunidades normalmente se apresentam em forma de reclamações, queixas, desconforto. Observe, escute, identifique.

Talvez você perceba que seus amigos procuram algo diferente pra comer; na avenida principal do seu bairro não tem um restaurante japonês e muitas pessoas gostam de comida japonesa.

Talvez as pessoas do seu clube de motos não encontram um mecânico de confiança e você está pensando em trabalhar por conta própria.

Talvez seus amigos e familiares estão com dificuldade de contratar alguém pra capinar o lote, e aí? Acredito que você já pegou a ideia.

Mas alguém pode dizer “já tem gente fazendo isso”.

A competição está em todos os lugares. E a solução é simples:

Faça, e faça melhor.

Quando o Facebook surgiu havia várias redes sociais nos Eua. O Google não foi o primeiro buscador a ser inventado. No entanto, eles estão aí, dominando seus respectivos mercados.

Ambas empresas apostaram em um diferencial, em fornecer um serviço melhor, estável, confiável, mais simples etc.

Qual vai ser o diferencial da sua empresa? Construa a empresa que você gostaria de trabalhar. Crie a música que você quer ouvir, escreva o livro que você quer ler, invente os produtos que gostaria de usar, isso é o diferencial.

Novas ideias são ótimas, elas trazem euforia, nos fazem sonhar com um futuro melhor. Mas aí, começamos a pensar demais e a ótima ideia se transforma em ceticismo. Isso é normal, acontece. O importante é colocar o pé no chão e fazer um plano, traçar ações que possam fazer aquilo virar realidade.

Isso é possível.

A vida de um projeto

Retirada do livro Roube como um artista – Austin Kleon