Uma jovem de 15 anos me fez uma pergunta sobre o que fazer com a vida dela. Ela disse:

“Como estudante do Ensino Médio estou a todo momento sendo pressionada a descobrir o que fazer com da minha vida, que tipo de carreira deveria seguir e assim por diante. Definitivamente, eu sinto um monte de pressão quando meus pais e professores me dizem para descobrir algo logo. Sou jovem e não quero cometer um erro que arruíne meu futuro. Eu sei o que gosto e quais são meus interesses, mas quando leio sobre os empregos relacionados aos meus interesses eu sempre sinto que não gostaria daquilo e não sei dizer o porquê.”

Que coisa extremamente difícil de descobrir: o que fazer com o seu futuro! Olha, eu não sei dizer a essa jovem o que fazer, e os pais delas podem até não gostar do que eu diria, mas eu posso compartilhar o que aprendi olhando um pouco pra trás e observando a minha vida e o que eu gostaria de dizer aos meus filhos (o mais velho tem 21 anos e ainda está descobrindo as coisas, e também tenho um de 17, um de 16 e uma filha de 14).

Veja o que eu diria:

Você não pode descobrir o futuro. Até mesmo as pessoas jovens que tem um plano (ser um médico, advogado, cientista, cantor) não sabem como realmente vai ser. Se eles tem realmente certeza, estão um pouco iludidos. A vida não acontece como um plano, e enquanto algumas pessoas fazem exatamente aquilo que planejaram, você nunca saberá se é uma delas. Outras coisas vão surgir e te mudar, mudar suas oportunidades, mudar o mundo. Empregos no Google, Amazon ou Twitter por exemplo, não existiam quando eu era um adolescente. Nem mesmo o trabalho como blogueiro que faço no Zen Habits.

Então, se você não pode adivinhar o futuro, o que deve fazer? Não foque no futuro. Foque no que você pode fazer agora que será bom não importa o que o futuro traga. Faça coisas. Construa coisas. Aprenda habilidades. Participe de aventuras. Faça amigos. Estas coisas vão ajudar em qualquer futuro.

Aprenda a lidar com o desconforto. Uma das habilidades mais importantes que você pode desenvolver é estar OK com algum desconforto. As melhores coisas da vida geralmente são difíceis, e se você correr da dificuldade e do desconforto, você vai perdê-las. Você viverá uma vida de segurança.

Aprender é difícil. Construir algo importante é difícil. Escrever um livro é difícil. Um casamento é difícil. Correr uma ultramaratona é difícil. Todas essas coisas são extraordinárias.

Se você ficar bom nisso, poderá fazer qualquer coisa. Você pode abrir um negócio, o que é impossível se você tem medo de desconforto, porque começar um negócio é difícil e desconfortável.

Como você fica bom nisso? Faça coisas que são desconfortáveis e difíceis de propósito. Mas comece aos poucos. Tente se exercitar um pouco, mesmo que seja difícil, mas comece com poucos minutos e incremente um minuto todos os dias. Tente escrever um blog ou meditar diariamente. Quando perceber que está evitando o desconforto, se esforce um pouco mais (tenha bom senso e pense em segurança).

Aprenda a lidar com a incerteza. Uma habilidade relacionada é prosperar na incerteza. Começar um negócio, por exemplo, é uma coisa fantástica pra fazer – mas se você temer a incerteza, você vai pular fora. Você não pode saber como as coisas serão, e se você precisa saber como tudo vai acontecer, você vai evitar grandes projetos, negócios e oportunidades.

Mas se você estiver OK com a incerteza, você vai abrir muito mais oportunidades. Leia mais sobre incerteza.

Se você estiver tranquilo com desconforto e incerteza, você poderá fazer todo tipo de coisas: viajar o mundo e viver com pouco enquanto bloga sobre isso, escrever um livro, abrir um negócio, viver em um país estrangeiro ensinando português, aprender a programar e criar seu próprio software, aceitar um emprego em uma startup, criar uma revista online com outros escritores jovens, e muito mais. Tudo isso pode ser incrível, mas você tem que estar OK com desconforto e incerteza.

Se qualquer dessas oportunidades aparecerem, você estará pronto se praticar essas habilidades.

Supere distrações e procrastinação. Tudo dito acima é inútil se você não conseguir superar problemas universais como distração e procrastinação. Você pode aceitar uma oportunidade porque lida bem com desconforto e incerteza, mas pode não tirar o melhor disso porque está muito ocupado com redes sociais ou assistindo TV.

Atualmente, distração e procrastinação são apenas maneiras de evitar desconforto, se você ficar bom com desconforto você estará bem a frente da maioria das pessoas. Tem outras coisas que você pode praticar – leia mais aqui.

Aprenda sobre a sua mente. A maioria das pessoas não percebem que o medo as controla. Elas não percebem quando correm para a distração ou racionalizam coisas que elas disseram a si mesmas que não fariam. É difícil mudar hábitos mentais porque você nem sempre vê o que está acontecendo na sua cabeça.

Aprenda sobre como sua mente funciona, e você será bem melhor com tudo isso. As melhores formas: meditação e blogging. Com meditação você vê a sua mente vagando por aí, correndo do desconforto, racionalizando. Com blogging, você é forçado a refletir sobre o que está fazendo na vida e o que tem aprendido com isso. São ótimas formas para crescimento pessoal e eu recomendo para todas as pessoas jovens.

Faça dinheiro. Eu não acredito que dinheiro é tão importante, mas fazer dinheiro é difícil. Você tem que fazer algumas pessoas acreditarem que você é bom o bastante para te contratarem ou comprarem seu produto/serviço, o que significa que você tem que descobrir porque você é merecedor de confiança. E você tem que aprender a comunicar isso para as pessoas poderem te contratar ou comprar de você. Seja vendendo biscoitos de porta em porta, um aplicativo na Apple Store ou tentando conseguir um emprego como caixa, você tem que fazer isso.

Você melhora com prática.

Trabalhei como balconista em um banco e então como um escritor freelance quando estava no Ensino Médio, e essas experiências foram valiosas pra mim.

Dica matadora: economize para um fundo de emergência, e então comece a investir seus ganhos e um fundo rentável, observe isso crescer ao longo da sua vida.

Construa algo pequeno. Boa parte das pessoas esbanjam o próprio tempo em coisas que não interessam, como TV, video games, redes sociais ou lendo as noticias. Um ano depois não tem nada para mostrar. Mas se você fazer um rascunho todo dia, ou começar a programar um aplicativo, ou começar a criar um canal de vídeos que você atualiza regularmente, ou começar um negócio de fabricar biscoitos… daqui um ano você vai ter algo concreto, fantástico. E algumas habilidades novas. Algo que você pode apontar e dizer “Eu fiz isso”. Algo que a maioria das pessoas não conseguem fazer.

Comece pequeno e construa isso todos os dias se possível. É como investir seu dinheiro: o valor aumenta com o passar do tempo.

Torne-se confiável. Quando alguém contrata uma pessoa jovem, o maior medo é se essa pessoa é digna de confiança. Elas vão se atrasar e mentir sobre isso, perder os prazos. Alguém que tenha uma reputação construída ao longo dos anos será mais confiável e tem mais chances de ser contratada. Aprenda a ser de confiança chegando na hora, fazendo o melhor em cada tarefa, sendo honesto, admitindo erros e consertando-os, fazendo o seu melhor para cumprir os prazos e sendo uma pessoa boa.

Se você fizer isso, vai construir uma reputação e as pessoas terão coragem de te recomendar para outras, essa é a melhor maneira de conseguir um emprego ou um investidor.

Esteja pronto para oportunidades. Se você fizer tudo que foi dito acima, ou pelo menos a maioria, você será incrível. Você vai estar bem, bem a frente da maioria das pessoas na sua idade. E as oportunidades vão aparecer na sua frente se estiver de olhos abertos: oportunidades de emprego, a chance de construir algo com alguém, uma ideia para uma startup que você pode construir por conta própria, uma nova coisa para aprender e transformar em um negócio, uma chance para submeter a sua peça de teatro.

Estas oportunidades podem aparecer, e você tem que estar pronto para aproveitá-las. Assuma riscos – essa é uma das vantagens de ser jovem. Se nenhuma surgir, crie a sua.

Por último: A ideia por trás disso tudo é que você não pode prever como a sua vida será no futuro, porque você não sabe quem você será, ou o que será capaz de fazer, ou pelo que vai se apaixonar, quem vai conhecer, quais oportunidades vão surgir, ou como o mundo será. Mas saiba disso: se você estiver preparado, você pode fazer o que quiser.

Prepare a si mesmo aprendendo sobre sua mente, tornando-se confiável, construindo coisas, superando a procrastinação, lidando bem com o desconforto e a incerteza.

Você pode deixar isso tudo de lado e viver uma vida segura e tediosa. Ou você pode começar hoje e ver o que a vida tem a te oferecer.

Pra acabar, o que fazer quando seus pais e professores te pressionarem a descobrir as coisas? Diga a eles que você será um empreendedor, vai criar o próprio negócio e dominar o mundo. Se você se preparar pra isso, estará preparado pra qualquer carreira.

Nota do editor: texto retirado do blog Zen Habits, escrito por Leo Babauta, traduzido por Aécio Neto.